Por acaso, em algum momento da vida, você já ouviu falar sobre mensagem subliminar? Caso não tenha, saiba que se trata de uma informação dirigida ao ser humano, abaixo do limiar de sua percepção. Pode ser na forma de som, em frequência acima do que o ouvido pode escutar ou de imagem, em velocidade impossível de ser captada pela visão. Este tipo de mensagem é absorvido de forma inconsciente pelo cérebro. Você simplesmente não percebe nada, mas o seu subconsciente capta e armazena a informação.

METAHIPNOSE: extraindo do negativo para utilizar no positivo

As mensagens subliminares, desde que descobertas, foram muitas vezes utilizadas de maneiras questionáveis. Pesquisadores afirmam que a propaganda nazista inseriu suas doutrinas mais obscuras no inconsciente coletivo do povo alemão, por meio de gatilhos que elevavam os instintos de destruição, glorificavam a pureza do sangue e a superioridade da raça ariana, promovendo o preconceito, a violência e, consequentemente, o extermínio de cerca de seis milhões de judeus durante a Segunda Guerra Mundial.

Outra forma censurável de utilização a este recurso é a forma de publicidade induzindo pessoas a adquirirem produtos ou serviços através do inconsciente, literalmente plantando ideias nas mentes. Para se ter uma ideia, cada segundo de um vídeo é composto por 24 frames. Basta que uma mensagem seja inserida em apenas um desses frames, para que o subconsciente possa captá-la sem que os olhos a tenham visto. Ou por meio de áudios com volume muito baixos, inseridos em áudios mais altos, nos casos de uma locução ou música.

De que forma a METAHIPNOSE condena o uso da mensagem subliminar

Em 1956, o publicitário Jim Vicary inseriu mensagens que instigavam o consumo de refrigerante e pipoca entre alguns frames do filme Férias de Amor, em um cinema de Nova Jersey. O resultado foi que, ao final da sessão, o consumo da bebida aumentou em 57% e o de pipoca em 18%, em relação às sessões anteriores.

E há quem afirme também que músicas possam conter mensagens “secretas” que a nossa audição não pode captar e que imagens gráficas escondam figuras que fogem à nossa percepção. O cérebro humano processa 400 bilhões de bits de informação por segundo, mas temos consciência de apenas 2 mil. Isso significa que quase todo o processamento e a captação sensorial de informações é inconsciente.

Portanto, a mensagem subliminar como forma de propaganda induz a necessidades, comportamentos e impulsos, podendo alterar gostos, vontades e até mesmo a personalidade de uma pessoa. Por isso, principalmente na Europa, há leis rígidas que proíbem a utilização desta prática, não só pela violação da ética, como também da concorrência.

METAHIPNOSE e a utilização da mensagem subliminar para o bem-estar

Se há estudos que comprovam a eficácia da mensagem subliminar, por que não a utilizar de forma positiva? Nem tudo que foi usado de forma errada, significa que não possa ser utilizado de forma correta. Alfred Nobel inventou a dinamite com o propósito de acabar com as guerras e teve o efeito contrário. Porém, seu invento é importante para a extração de minério, a construção de túneis, entre outras utilidades.

A METAHIPNOSE funciona fazendo ajustes e alterações nas configurações mentais responsáveis pelo comportamento automático, ditado pelo subconsciente, em processos compulsivos como estresse, insônia, tabagismo, alcoolismo, dependência química etc. Comportamentos indesejados são substituídos por outros, benéficos, através de métodos subliminares em estímulos auditivos e visuais.

Se você tem o desejo de mudar realmente a sua vida para melhor e erradicar os problemas que te afligem, em busca de autoestima elevada, melhor convívio social, bem-estar e qualidade de vida, já é meio caminho andado para o sucesso. O resto, nossos programas vão fazer por você. Faça essa feliz transição acessando agora mesmo Metahipnose.com

COMPARTILHE
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter

Conteúdo do Artigo

Fechar Menu
QUERO TESTAR POR 7 DIAS GRÁTIS